Motor Homes à venda

     Temos alguns motor homes de alta qualidade 



Truck Home

Clique para ampliar a imagem
Para driblar a deficiência de atendimento na estrada, autônomo do Rio Grande do Sul decidiu investir cerca de R$ 45 mil para construir um motorhome equipado com cozinha, banheiro, cama e TV entre outros itens de conforto
Texto Daniela Giopato www.revistaocarreteiro.com.br

Uma das principais reclamações dos motoristas de caminhão é a falta de estrutura na estrada como banheiros limpos, locais seguros de parada, restaurantes com preços acessíveis, áreas de descanso, entre outros. Se para aqueles que passam alguns dias longe de casa essa deficiência se torna um problema, imagina para um carreteiro do Rio Grande do Sul que, por falta de condições de manter um imóvel, morou durante quatro anos, ao lado da esposa, dentro de um Alfa Romeu e dependeu, exclusivamente, dos serviços oferecidos ao longo das rodovias do País.
Clique para ampliar a imagem
Guilherme investiu mais de 45 mil reais na transformação do caminhão
"Foram tempos difíceis, tinha acabado de me casar e como não tinha dinheiro para comprar ou alugar uma casa fui obrigado a usar o meu caminhão para dormir, cozinhar e ganhar dinheiro, lembra o autônomo Guilherme Cristianetti. Na época, meados de 1968, viajava cerca de 1.900 quilômetros e fazia a rota Sapucaia do Sul/RS e Goiânia/GO carregando arame farpado e retornava com amianto. Conta que o mais complicado era encontrar banheiros decentes para poder tomar um banho.
Diante de todas as dificuldades enfrentadas, Guilherme decidiu que um dia equiparia o seu caminhão com todos os itens que lhe garantisse conforto em suas viagens. Porém, durante 35 anos o projeto ficou apenas no campo das ideias e nesse período comprou uma casa, sua esposa deixou de acompanhá-lo para cuidar dos filhos, se aposentou e deu um tempo na profissão.
Clique para ampliar a imagem
Apenas em novembro do ano passado surgiu a oportunidade de comprar um Mercedes- Benz 1938, 6x2, ano 1999, e retornar para a estrada. "Pensei, chegou a hora de voltar ao trabalho da maneira que sempre idealizei", conta. E foi assim que, além dos 120 mil reais pagos no caminhão, investiu cerca de R$ 45 mil para transformá-lo em um motorhome.
Clique para ampliar a imagem
O trabalho incluiu modificações como o alongamento do chassi em um metro e da cabine em 1,40, mantendo as características originais do caminhão, e a inclusão de banheiro com chuveiro, fogão, geladeira, pia, armários, mesa que se transforma em cama, TV de plasma com DVD, entre outros itens de conforto. Apesar de estar pouco mais de quatro meses com o novo veículo, Guilherme garante que valeu a pena ter aguardado para concretizar uma ideia que surgiu há 42 anos.
Clique para ampliar a imagem  Clique para ampliar a imagem
"É como se estivesse em casa. Estou com 63 anos e hoje trabalho muito mais relaxado e tranquilo, sem estresse. Sem contar na economia com despesas extras e o aumento da segurança, já que veículos personalizados não são alvo de ladrões". Em relação às desvantagens, Guilherme cita o fato de ter sido agregado no caminhão uma tonelada de tara. Mas, ressalta que o conjunto está dentro do permitido pela lei e atinge 18,40 metros e 32.900kg.
Clique para ampliar a imagem
Armários, TV, mesa, fogão, pia e cama são itens que tornam a cabine muito parecida com uma casa
Para Guilherme, que atualmente trabalha no transporte de soja e adubo, o valor gasto no projeto já foi compensado pelo prazer e conforto que o caminhão proporciona. Sente apenas por não ter a companhia da esposa, que hoje trabalha, e tanto sofreu na época em que viajavam sem qualquer infraestrutura. "Apesar de conhecer boa parte do País nunca fui para o Nordeste e em breve quero conseguir frete para essa região e, na ocasião, espero ter a companhia da minha esposa", destaca.
Clique para ampliar a imagem

Categoria B para Motor Home

Quem tem carteira na categoria “B” já pode dirigir motorhome

Uma parte distoricida da lei foi corrigida, ela exigia a carteira D para todos os tipos de veiculos, mesmo um pequeno furgão. Agora ficara restrita para Casamoveis maiores de 6t e 8 passageiros. Veja a notícia Publicada na Gazeta do Povo em 27/07/2011

 

Arquivo / Antes os trailers e motorhomes exigiam categoria “E” de seus condutores

Antes os motorhomes e trailers exigiam  de seus condutores a categoria “E”.

A lei para ter a permissão de dirigir trailers, motorhomes, reboques, semirreboques ou unidades articuladas acopladas foi simplificada. De acordo com nota publicada no Diário Ofical da União na edição da última sexta-feira, o governo sancionou a lei que muda a exigência da categoria E para poder dirigir esse tipo de veículo. A partir de agora, apenas com a “B” já se tem a autorização. Na categoria que abrange trailers e motorhomes, os veículos devem acomodar até oito passageiros e pesar, no máximo, 6.000 kg - se o tamanho passar deste estabelecido, a categoria “E” será exigida. De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a mudança do artigo 143 da Lei número 9.503, de 1997, visa facilitar o processo de permissão de condução.

Video - Série The Highwayman

The Highwayman é uma ação-aventura série de televisão estrelada por Sam J. temáticos Jones, definido no "futuro próximo". Foi criada por Glen A. Larson e Douglas Heyes. O piloto foi ao ar em setembro de 1987, e foi seguido por uma série de curta duração de nove episódios, com mudanças significativas para o elenco e formato, que decorreu de Março a Maio de 1988. Ela foi resumida por muitos críticos como um cruzamento entre Mad Max e Knight Rider. (Mais informações: Super Herois em Geral)

O Motor home mais rápido do mundo!

s


Jim Rosenburgh tem um curriculo bem variado, mas sempre gostou de coisa ligadas a carros e velocidade. Ele foi piloto de F4 Phantom no Vietnã, motorista de caminhão, mecânico, construtor de motores e dono de posto de combustível. Tem ainda uma contrutora de motor homes, ele e sua equipe buscam esses veiculos antigos da GMC para reformar, Mudam a parte mecânica e suspensões. "Eles têm mais potencia do que precisam, é para sentar lá e queimar borracha, isso é divertido" disse ele rindo.

Dennis conta que teve uma imagem de um motorhome flamejante com um aerofólio correndo nas salinas, levantando aquele rabo de galo de sal, isso o motivou a chegar lá. No sonho o motor home tinha média de 102,76mph.
 
Com essa idéia na cabeça resolver fazewr um motorhome além do outros montando um para a famosa corrida de Bonneville Salt Flats. Ao encontrou o motorhome GMC que queria na Flórida, fou busca-lo, restaurou e colocou nele um motor de 500cv, além de uma pintura flamejante e um aerofólio no teto, como no sonho.

 
Então, em Setembro de 2005, ao lado das mais rápidas maquinas do mundo, um motorhome vindo de Sequim, pilotado por seu mecânico Dennis Schleve Jr. foi encaminhado ao estacionamento proprio para esses veiculos. Dennis teve que convencer os fiscais que o GMC flamejante estava lá para correr mesmo! Na prova dizem ter feito 103mph (165km/h), segundo eles é um bom tempo.

Curioso que a maioria dos veículos vão cobertos e rebocados. O Motor Home mais rápido do mundo foi o único veículo dessa edição que chegou rodando!